A Maia vai ter novas ciclovias

Etiquetas: #<Tag:0x00007f79f991e1f8>

Crescimento de ciclovias no município da Maia

As novas ciclovias estão a nascer na Cidade da Maia, no Castêlo da Maia e em Águas Santas.
A Câmara Municipal da Maia adjudicou, em maio de 2020, cerca de oito milhões de euros em empreitadas dedicadas à mobilidade suave, que visam a requalificação do espaço pedonal e ciclável.
As obras preveem a beneficiação e alargamento de passeios existentes, a execução de novos passeios e a implantação de ciclovias e, nesta segunda-feira, 25 de janeiro, chegaram ao terreno.

O objetivo é incentivar a que as pessoas troquem os carros pela deslocação a pé e de bicicleta, melhorando e criando vias de circulação. Este projeto contará com a comparticipação de 4,6 milhões de euros provenientes de fundos europeus, nomeadamente do programa Norte 2020.

Cidade da Maia
Na Cidade da Maia, a Avenida António dos Santos Leite está de momento a ser intervencionada, prevendo-se que as obras se estenda até final de junho.

Numa primeira fase, será condicionado o trânsito, na via ascendente, entre a Rotunda do Lavrador e a Via Periférica e, numa segunda etapa, o trânsito será interrompido, na via ascendente, entre a Via Periférica e a Rua Dr. Augusto Martins.

Durante os trabalhos, a Via Periférica será a alternativa a quem queira circular nesta zona.
Câstelo da Maia
No Castêlo da Maia, está a ser intervencionada a Rua Professor Elísio de Moura e a obra decorre entre o dia 25 de janeiro até ao dia 31 de março.

Durante os trabalhos, a circulação será feita pelas ruas paralelas.

Águas Santas
Em Águas Santas, os trabalhos vão decorrer na Rua Dr. Mário Cal Brandão, sendo o trânsito interrompido a partir do dia 25 de janeiro até ao dia 5 de março.

https://www.noticiasmaia.com/a-maia-vai-ter-novas-ciclovias-e-as-obras-ja-arrancaram/?fbclid=IwAR1wRGIvMUR4HLzFpE-vqNGli5lpm07tkiMhv8XVa2JVMKtgnylk8nZ_8a4

4 Likes

1 Like

Nas redes sociais muita gente contra, com os argumentos do costume…

1 Like

Esta imagem não é minha mas mostra o que se anda a fazer no bairro do Sobreiro na Maia https://www.mapillary.com/map/im/8Twwmk8mMMmO5e0g5PJYcZ


autor da imagem chicoosm

Esses traços dos lados a amarelo são a sinalizar q é proibido parar e estacionar?

Não, é a guia para as bicicletas

Na Maia a cor das ciclovias é o amarelo, penso que reforça a ideia de não estacionar lá

Sim, eu depreendi que aquelas bandas (chamei-lhes “traços”) amarelas laterais fossem as ditas “ciclovias”. Mas o q parecem ser é uma maneira de libertar a estrada para os carros andarem à vontade.

Fica aqui o artigo da MUBi de 2014:

1 Like

Ainda há muito trabalho por fazer… aí por exemplo não dá para perceber por que não é uma ciclovia dedicada.

Mas, já dá para ver a influência do design de Lisboa noutra zona do país.

2 Likes

A ideia é criar zonas de 30 Km/h dai não existir tanto a necessidade de uma ciclovia dedicada

Na verdade a estrada ficou mais pequena tirando a zona do cruzamento em algumas das baias de estacionamento só se pode estacionar de traseira isto tudo para baixar a velocidade dos carros e promover os modos suaves não é perfeito mas é um começo.

So faltam os separadores para as ciclovias…

1 Like

203 km de percursos pedonais e cicláveis

o 12 e o 10 tem partes/totalmente cicláveis os restantes não sei

A pintura no centro da faixa que fizeram no Bairro do Sobreiro eu nem encaro como uma ciclovia, mas sim um lembrete aos carros que ali também podem andar velocipedes, pelo menos essa é uma zona de 30km/h, ou seja parece ser o pior caso mas eu nem acho que seja…

A ciclovia que desce o estádio é que é um crime… Basicamente é uma ciclovia que não liga a nada, visto que na avenida do skate park fizeram-na do lado contrario ao skate park, claramente para permitir os carros estacionar do lado do park, ou seja é uma ciclovia que para mim aumenta em muito o risco de circular, porque obriga-me a atravessar faixas de rodagem para entrar e sair… Já a ciclovia que fizeram da rotunda das portas até a repsol também foi muito mal pensada, visto que nos semáforos obriga a mudar de faixa num sitio em que os carros muitas vezes também o estão a fazer, é facil ter um carro a saltar para o nosso lado e nós a tentar saltar para o lado deles…

Ou seja valeu a intenção, mas foi dinheiro mal gasto porque a obra que fizeram foi mal feita, mais uma vez apenas para ter kms de ciclovia para apresentar. O que me entristece é que assim o número de pessoas de velocipede não aumenta e os petrol heads com razão dizem que as ciclovias estão vazias.

3 Likes

A ideia é fazerem na cidade e nas 3 vilas do município circulares de ciclovias com zonas de 30 pelo meio, eu penso que feedback para a camara e para os deputados da assembleia municipal e freguesias deverá ser o próximo passo.

Onde encontro essas ideias ?? Já revirei todos os documentos que consegui encontrar e além daquele plano de mobilidade já de 2013, não encontro mais nada… Fico com a sensação que a rede clicável da Maia se fica pela Ecopista.





A azul são zonas de 30