A uberização da mobilidade aumenta o impacto negativo do automóvel


(João Almeida) #81

“A lot of folks come to Uber because they’re used to being in an automobile. With this version of the app, they might think to take transit instead. And that’s great.”


(João Almeida) #82

(João Almeida) #83

(João Almeida) #84

(João Almeida) #85

Resta um pesadelo que, conhecendo os condutores portugueses, é perfeitamente possível. Se andarmos todos por Lisboa em carros sem condutor o que faremos nós para não ter de estacionar enquanto fazemos uma paragem?

Enquanto vamos fazer um recado qualquer o mais fácil é deixar o carro vazio a dar voltas, devagar. Imagine-se que várias pessoas fazem a mesma brincadeira. Criar-se-ia o engarrafamento mais sinistro de sempre: só com carros vazios. Tudo parado.


(Three) #86

Afirmação idiota vinda de alguém que desconhece por completo o que é viver longe dos centros populacionais. Olham apenas para a barriga e metem tudo no mesmo saco.

De facto é uma vaidade do caraças conduzir um tractor para lavrar o terreno da vinha ou uma pickup para transportar ração para os porcos, ou ainda fazer 20 Km para consultar o médico.


(João Almeida) #87

Estudo da International Transport Forum - OCDE sobre mobilidade partilhada em Lisboa.

The work for this report was carried out in the context of a project initiated and funded by the International
Transport Forum’s Corporate Partnership Board (CPB). CPB projects are designed to enrich policy discussion
with a business perspective. They are launched in areas where CPB member companies identify an
emerging issue in transport policy or an innovation challenge to the transport system. Led by the ITF, work
is carried out in a collaborative fashion in working groups consisting of CPB member companies, external
experts and ITF staff.
The CPB companies involved in this project were: Ford, Google, HERE, INRIX, Michelin, PTV Group, Volvo, Uber. The principal authors of this report were José Viegas and Luis Martinez of the International Transport Forum, with substantial inputs from Philippe Crist. The project was coordinated by Philippe Crist and Sharon Masterson of the International Transport Forum.