BUS & 2 rodas

Rua Costa Cabral, no Porto.
Que maravilha eata faixa BUS :ok_hand:

3 Likes

Mas… É caso único não?

Com o logo da bicicleta de facto não me lembro de ver outra.
Muitas vezes vê-se o logo do BUS e o da mota. E eu, obviamente, uso como se “mota” fosse sinónimo de veículos de 2 todas. :grimacing:

Funciona tão bem a Costa Cabral, penso que claramente um exemplo, que se devia generalizar.

4 Likes

Tb acho que é a única. Contudo, apanhar com um autocarro atrás de ti a alta velocidade tb não é muito agradável.
Ainda assim, devia haver mais.

2 Likes

Sabes que ali nunca senti isso.
Basta dares uma aceleradela, e o BUS pára na próxima paragem.
Mas admito que sim, noutras circunstâncias, pode não funcionar tão bem.

Creio que a Rua de Costa Cabral seja a única rua do Porto onde seja possível um bicicleta circular na faixa BUS.

Está assim, em fase de testes, há uns valentes anos. Já passou tanto tempo, que só posso concluir que os testes sejam muito rigorosos. Espero que a Câmara do Porto seja notícia mundial nos circuitos de mobilidade quando lançarem o paper!

3 Likes

:joy:
Não sabia.

Mas sejamos concretos: no código diz que a sinalização no chão é indicativa, apenas de reforço.
Aqui, nos cruzamentos com a Costa Cabral, a sinalização vertical (a vinculativa) fala em “veículos de 2 rodas”, o que está de acordo com a pintura no piso.
Nos outros locais, em que não tem as bicicletas pintadas no chão, o que diz a sinalização vertical?
Isso é o que interessa.

Se calhar a câmara decidiu não ir pintar bicicletas em todo o lado porque não necessita.
Vou estar atento a ver se vejo outros casos.

Acho que o Código da Estrada deixa ao critério dos municípios a circulação dos velocípedes neste tipo de faixas. E aqui no Porto apenas Costa Cabral parece ser possível, como está sinalizado no chão. Apesar disso, circulo nessa faixa sempre que achar que isso me coloca em maior segurança ou poderá deixar fluir melhor o trânsito. É embaraçoso a circulação de bicicletas destas faixas ser punível com multa, 60 € a €300 €.

2 Likes

Correto. Os município podem ou não implementar…
A nível nacional só conhecemos essa no Porto! Parece filha única num país inteiro…

1 Like

Eh pá, que ridículo.
Somos mesmo o país das regras, regrinhas e excepções.
:man_facepalming:

1 Like

Como disseram ali atrás, está em testes. Quando lançarem, lançam para o país inteiro.

1 Like

3 anos depois, temos fumo branco.
Ou vá, cinzento.

2 Likes