Ciclovia da Avenida Almirante Reis

Qual é a vossa opinião?

5 Likes

Espero estar enganado mas parece-me que o estacionamento em segunda fila vai voltar em força. É bom que a ciclovia seja segregada com barreiras físicas verdadeiramente anti-carro. Tem no entanto aspectos positivos, haver 2 vias unidireccionais é uma delas. Seria importante garantir que seja fácil sair da ciclovia em direcção às ruas laterais de ambos os lados da avenida.

1 Like

Parece me uma boa soluçao.

Se melhor,se pior,sinceramente nao consigo prever…

Só vendo na pratica conseguirei ter uma percepção do impacto…

A sexta, 20/11/2020, 22:25, Aónio Eliphis via Fórum da MUBi <[email protected]> escreveu:

As ziclas são seguras como separador? Tenho ideia de ter visto em algum sitio que não…

Mais lenha para a fogueira.

1 Like

A Garagem Liz situa-se junto ao Chafariz do Desterro e encontra-se em avançado estado de degradação, embora ainda lá funcionem alguns negócios. Segundo a proposta aprovada na autarquia com os votos favoráveis do PS, do CDS e do PSD, a Modelo Continente Hipermercados (Sonae MC) é uma das inquilinas do espaço e pretende transformá-lo num supermercado com parque de estacionamento no piso superior. Está prevista “a substituição das caixilharias exteriores, mantendo o desenho do alçado original, a demolição da compartimentação interior existente” e “a reconstrução da cobertura”, lê-se no documento que foi a votos.

João Ferreira, vereador do PCP e candidato autárquico pela CDU, foi uma delas. “Estamos a falar de um edifício classificado que vai sofrer uma alteração profunda. Recomendava-se um outro tipo de uso que não um supermercado”, opina. Para além das dúvidas que lhe suscita o projecto arquitectónico, o eleito comunista diz que “há um conjunto de problemas de tráfego que não estão resolvidos” porque, apesar de não ter “a dimensão de um supermercado”, “estamos perante mais uma grande superfície”.

A esquerda sempre a protestar, mas a alternativa é o abandono e a ruína. Alguém se lembra como era a Baixa?

1 Like

Deviam fazer uma carta pelo direito a deixar o carro em segunda-fila :rofl:

3 Likes

Para mim é particularmente preocupante porque vivo na zona velha da cidade de Lisboa e as poucas Ciclovias que há são uma vergonha, para falar no estado das ruas e afins.

O estacionamento na almirante reis é que está a mais.

O grupo da Massa Crítica está a organizar um passeio/manifestação para a próxima semana, devido à mudança de Executivo e promessa de retirada da ciclovia.

Data e Local: 19 Outubro, 18h, no Martim Moniz:
VIVA A CIDADE PARA TODAS AS PESSOAS! - Não há alternativa à Ciclovia da Almirante Reis
https://www.facebook.com/events/1681387592065634

O @mruiandre escreveu no Lisboa para Pessoas:
Dia 19, ciclistas vão juntar-se para reclamar uma Almirante Reis e uma cidade para todas as pessoas

A @laura_c_alves escreveu uma crónica no Lisboa para Pessoas:
Bicicletas, Einstein e a Lua

Saiu também no Jornal Expresso, com o contributo da @Catarina_Lopes:
Ciclistas vão percorrer a Almirante Reis para evitar que Carlos Moedas cumpra promessa eleitoral

WhatsApp Unknown 2021-10-11 at 20.38.18.zip (2.2 MB)

6 Likes

Estive a refletir desde a derrota do Medina e acho que a melhor estratégia para salvar a Almirante Reis é defender a mesma lógica que foi utilizada para o automóvel durante as últimas décadas em Portugal.

Dizer ao Moedas para construir as “variantes” cicláveis à Almirante Reis para escoar o tráfego de biclas na Avenida. Quando se verificar que a construção das ditas variantes não diminui tráfego de bicicletas nenhum na Almirante Reis, pelo contrário até o faz aumentar, é dizer que não há nada a fazer e que não se pode eliminar a ciclovia. As pessoas querem andar de bicicleta e querem, poder levá-la a todo o lado, entrar com ela dentro de casa, do café e do supermercado e portanto é deixá-las fazer o que querem.

Assim até convencem o Carlos Barbosa na Assembleia e ele qualquer dia muda o nome da sua agremiação para Bicicleta Clube de Portugal.

5 Likes

Avancem, força! Mesmo que não tenha sucesso, terá certamente impacto político e mediático

1 Like

Hoje, no Lisboa para Pessoas:

@pmmsanches, da direcção da MUBi, responsável pelo núcleo de Lisboa da associação que procura representar os utilizadores de bicicleta, não tem dúvidas: “A ciclovia da Almirante Reis e outros projetos surgiram sem planeamento estratégico participado. Acabar com a ciclovia agora seria cometer exatamente o mesmo erro de uma execução casuística, repentista e errática. Está na altura de pensarmos todos o que desejamos para Lisboa num processo de planeamento formal, com a participação de todos como o seu elemento central.”

6 Likes
4 Likes

É preciso ter credenciais para o conteúdo completo, eu não consegui ver tudo.

2 Likes
2 Likes

Onde é o Parque de estacionamento dissuasor do Lumiar?

Lisboa, Av. Almirante Reis: uma ciclovia para quê?
Um excelente artigo de opinião da @RitaCastelbranco

B884176D-215D-4B78-8DF7-28567B56DB52.pdf (212.4 KB)

E outro do Filipe Beja sobre ciclovias mais geral.
As ciclovias numa cidade a ponto luz bordada

2 Likes