Ciclovia na Marginal é “utopia”, diz vereadora de Oeiras

Querem revitalizar a Massa Critica? :stuck_out_tongue: Eu sugiro que se a faça onde ela é mais necessária neste momento: Na marginal! Será utopia ter 500 ciclistas a entupir a marginal até Cascais?

http://pedais.pt/ciclovia-na-marginal-e-utopia-diz-vereadora-de-oeiras/

2 Likes

A CMO faz um OP e diz aos cidadãos para votar. Os cidadãos votam de forma estrondosa e gigantesca numa solução que se aplica em tantas urbes europeias, e essa senhora diz que é uma utopia pois não se pode afetar o trânsito aos pequeno-burgueses carroólicos que vivem na urbe periférica da Europa com mais carros por habitante, todavia no país mais miserável. E insiste no erro crasso de António Costa de achar que a bicicleta é um objeto de prazer, e não uma ferramenta de mobilidade urbana.

2 Likes

Eu por mim e muito a sério, eles estão mesmo a precisar de haver uma “MC da
marginal”. Mesmo que seja ao Sábado!

No dia 4 de fevereiro de 2015 às 13:56, João Pimentel Ferreira <
[email protected]> escreveu:

Eu estou motivado para isso.
MC na marginal, sábado de manhã?
Boraaaaa!

Mas tipo uma bicicleta no centro da via distanciado 3 metros da da frente, em fila, para ser uma faixa inutilizável por carros… bora! Este fds não chove…

Levamos máquinas de filmar e telelés!

Este sábado seremos 10, no outro seremos 20, quiçá um dia 50, 100… BORA!!!

Não sou de me levantar cedo, e provavelmente vou «zombie», mas para isto,
contem comigo.

No dia 4 de fevereiro de 2015 às 18:04, Nuro Carvalho [email protected]
escreveu:

Nuro discordo fazer algo ja este Sabado, grupos de 10, 20 ou ate’ 30 pessoas e’ normal ja’ existirem na Marginal ao fim de semana e nunca sera’ noticia relevante.

Isto para ter impacto na comunicação social e para fazer os autarcas das diversas Camaras da Linha de Cascais começarem a perceber que os votos “daqueles ciclistas” ate’ podem dar jeito tem que ter no mínimo 100 pessoas, idealmente 500, perfeito seriam mais de 1000.

Desconheço se e’ o Bernardo Campos Pereira ou o Miguel Barroso ou outro que disse ao pedais.pt estar a planear uma Massa Critica na Marginal dia 26 de Abril. A minha sugestao e’ concentrar todas as MC da area de Lisboa nessa Massa Critica que se pretende fazer na Marginal e mobilizar FPC, FPCUB e comunicação social para apelar 'a presença de todos os ciclistas nessa MC de 26 de Abril. Assim temos tempo de mobilizar muita gente.

Acho que devia ser 'a hora habitual da MC 6ªfeira com partida pelas 18h30 (19h maximo) porque queremos dar enfoque ‘a bicicleta como meio de transporte. Ao Sabado sera’ visto mais como um “Grande passeio de Bicicletas em Lazer”.

Marquem data! Lá estarei!

Mas ao sábado? Não será melhor numa 6ª feira, lá para as 18h, agora que já está sol até tarde :slight_smile:

1 Like

mas isso vai ser a Mega Massa Crítica Especial de Verão 2016 em Junho :slight_smile:
é preciso é mais gente e puxar por isso…


A do ano passado foi assim:

1 Like

@sequeira_pedro_rc, contamos contigo? traz um/a amigo/o!

1 Like

Ao ver este video do que aconteceu nesta Ciclovia do Brasil http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/04/160418_depoimento_ciclovia_silvano_pai.shtml que estava a uma altura bastante elevada, e, mesmo assim a agua do Mar algo agitado chegava la’, ate’ sustenho o ar ao pensar no que pode acontecer a algumas pessoas que ousem usar a “ciclovia da marginal” que esta’ a ser construida praticamente ao nivel do Mar . . .

1 Like

é uma infeliz possibilidade…

Notícia do DN a 2017.06.27

Espera, @BPereira, isto quer dizer que a CMO já não tem desculpa de não ter a responsabilidade pela Avenida Marginal? Ópá… Isso torna as coisas mais simples, basta haver então vontade do executivo municipal…

4 Likes

É desta que promovem a Marginal a IP. Vai ser o IP100. :slight_smile:

Muito gosta o Isaltino de viadutos… Mais uma obra para servir de paleativo e calar as vozes dos que exigem uma melhor ligação para bicicletas.

1 Like

Olá Nuno,
Devo dizer que ainda não passei por lá pois estou em recuperação de um acidente já à uns meses, e sei que a ligação na Cruz Quebrada não é fluida embora a solução exposta me pareça resolver o problema do alagamento ocasional desta passagem inferior de uma maneira suficientemente económica e eficaz.
Não esquecer que aquela passagem serve também para as carrinhas da câmara e da CP manterem quer a limpeza do paredão (muito eficiente) quer a manutenção do equipamente adjacente à linha de caminho de ferro.
Só quem nunca teve que atravessar aquilo quase a nado de noite e no inverno ou ter que ir dar a volta pelo alto da boa viagem é que se atreve a criticar a obra. De nenhuma maneira sou afiliado ao Sr. morais em quem nunca votei mas a quem reconheço efectividade e alguma visão no trabalho executado na “sua autarquia”.
Já agora gostaria de saber que proposta mais eficiente e mais barata terias para aquela situação.
Atenciosamente,

ALERTA

Conversa de manipulação psicológica de quem está a ouvir para pôr alguém bem visto. Tenho amigos políticos e advogados que já me explicaram estes truques. Eles conseguem cheirá-los a milhas e transmitiram-me algum conhecimento sobre o assunto.

De maneira nenhuma.
És utilizador do trajecto?