Como evitar furtos na tua bicicleta?


(Aónio Eliphis) #21

atenção que há vários tipos de cadeados em U. A minha em Lisboa foi assaltada com um cadeado em U, de gama baixa da Dechatlon. Menos que 80€ por um cadeado em U, não vale a pena!


(José Miguel Ramos Modesto) #22

O meu foi 50€ mas é Kryptonite. Creion que acima daquilo, só tinham uma coisa pesadona que aconselham mais para motas.


(Aónio Eliphis) #23

Pessoalmente prefiro ABUS. Aqui na Holanda nunca vi Kryptonite.


(Manuel Reis Jorge) #24

Acho que é preciso saber se a bicicleta fica durante a noite (nesse caso convem investir seriamente num bom) na rua ou se é só durante o dia. O meu U da Decathlon ainda está vivo e a bicicleta safa após 6 meses mas só o uso durante o dia.


(Alexandre Cunha) #25

Alguém tem experiência com os sistemas de segurança de roda que se baseia na troca do quick release (rodas e selim), por:

  • um sistema com “chave codificada” ou
  • um sistema que só desaperta quando a bicicleta está invertida (baseado na gravidade)

Para dificultar o roubo de roda em alternativa a outros sistemas já descritos aqui


(Júlio Caineta) #26

Eu uso esse primeiro sistema, em que é preciso uma chave especial para desapertar a porca. Tenho nas rodas, selim, e caixa de direcção. Sem dúvida que evitam o roubo oportunista de rodas e afins. Atenção que o cadeado deve continuar a ser preso ao quadro e não às rodas, mesmo com um sistema assim.

Nunca usei o segundo sistema, mas em tempos li que há uns que são facilmente contornados com um íman. Claro que isso dependerá do material de que são feitos.


(Alexandre Cunha) #27

Possivelmente vou comprar para testar algum desses sistemas de “chave codificada”. Uma rede de lojas de origem francesa tem um sistema para rodas + selim a 19,90€, mas a loja mais próxima nunca tem e nunca vi “na mão”. No ebay há uns sistemas low cost a começar em 7€ em que tenho duvidas que o sistema de desaperto seja mesmo diferente de um sextavado ou similar.


(Manuel Costa Henriques) #28

Neste video do @Onecyclist http://youtu.be/GyGVqanLtn0 vemos 2 putos bem novos a roubar tranquilamente e com uma facilidade extrema uma Bicicleta.

Se 2 putos roubam com esta facilidade imaginem um adulto :wink: be careful

Usem apenas cadeados bons!


(Sérgio Loureiro) #29

link do artigo?


(Rui Fonseca) #30

Acham que em Lisboa os ladrões são sofisticados?

Farto-me de ver bicicletas presas com cadeados de cabo…

Se até um cadeado em U se corta relativamente fácil, será que os ladrões em Lisboa não andam com grandes ferramentas?


(Manuel Reis Jorge) #31

Por isso gosto das biclas dobraveis: nunca ficam na rua, para evitar tentações.


(Sérgio Loureiro) #33

Por esse preço, pensava duas vezes se não preferia tirar um passe de transportes públicos!


(Manuel Reis Jorge) #34

Foi só um mes. Mas quando já te roubaram 5 bicicletas , 4 delas durante o dia, algumas a frente do policia, é isso ou andar de transportes…


(Aónio Eliphis) #35

É um lugar completo de garagem? Como se fosse para um carro?


(Manuel Reis Jorge) #36

Não. Era um canto mas estava tambem vigiada durante o dia.


(Luís L Belard) #37

Pelo que tenho lido e ouvido sobre furto de bicicletas, concordo com o Manuel Reis: se não houver condições seguras no local de origem e destino, o melhor mesmo é optar por uma dobrável. Adicionalmente haverá muito menos problemas, se parte do trajecto diário tiver de ser feito em TP.

Se houver disponibilidade financeira, então talvez seja mesmo de optar por uma eBike dobrável (apesar de pesadinhas…). Não conheço bem esse mercado mas vejo por exemplo a Tilt 500 por 790 euros. Se tem qualidade ou não, realmente desconheço.

Quanto a cadeados, correntes ou cabos de aço, só mesmo se quisermos prevenir casos do ‘ladrão oportunista’, porque desde que vi serrar manualmente uma tranca de titânio em meio minuto e usar um alicate de corte para quebrar cabos multifilares em aço 16mm, não acredito que qualquer coisa dessas resista a um larápio equipado para o ofício.


(Luís L Belard) #38


(Three) #39

Não percebo onde está a piada. Porventura lembraste-te de como ficou a criança que a encontrou assim ? Claro que não!