Como levar o filho menor para a escola?


(Marta) #21

A questão dos “bairros residenciais” não é assim “simples”, porque há muita dispersão habitacional, fora os horários dispersos também.
Estão a ver Montemor (Loures)?
https://goo.gl/maps/EC99obKQvbG2
Um pequeno aglomerado populacional onde a empresa de TP, apesar da pressão da Câmara, não quer servir. Não sei como ficou, mas lembro-me de haver grandes dificuldades de fazer lá chegar TP.
Se é assim às portas da cidade, imaginem nos aglomerados dispersos nos outros municípios bem menos populosos que Loures, onde muitas pessoas moram, mas não justifica ter uma rede de TP, se depois anda um autocarro com 2 ou 3 pessoas…
Claro que se olharmos para a Holanda, as zonas urbanas são muito demarcadas, simplificando essa teoria. Cá em Portugal a organização urbana é caótica, dispersa, inviabilizando esse tipo de soluções.

Edit: Só fazer nota que, depois de “passeiar” um poco pela Holanda no Google Maps, realmente as áreas urbanas/edificadas são de facto “feitas com régua e esquadro”, sendo mesmo residuais as construções dispersas. Tão diferente de cá… Não sei como lá assim conseguem fazer, e porque cá não é possível fazer o mesmo, infelizmente…


(José Miguel Ramos Modesto) #22

Estás-te a referir a quem?


(Three) #23

Poder local , autarquias!


(José Miguel Ramos Modesto) #24

Ahhh! Então, embora muitas vezes não pareça, concordas com boa parte do que a MUBi defende, que é maior investimento em transportes públicos!


(Three) #25

Evidentemente


(Luís L Belard) #26

Bom dia Marta,
Embora concorde com a sua opinião sobre o caos, a dispersão e a falta de planeamento urbano (e rural, já agora…) em Portugal, deixe-me lembrar-lhe que na comparação que faz do nosso país com a Holanda (que segundo percebi não conhece, pelo menos pessoalmente), não esqueça questões básicas que condicionam a edificação e as vias de comunicação - e por consequência os TP - e que talvez não tivesse presente quando disse que “não sabe como lá conseguem fazer tudo ordenadinho e cá não”:
Na Holanda não há montes, serras e morros como cá e por conseguinte não existem aquelas estradinhas em curvas e contracurvas tipo ‘Mondim de Basto’, nem sequer os montes do Oeste saloio, os das 'Linhas de Torres” com as suas mais de 100 fortificações. A Holanda, à excepção duma zona do tamanho de Lisboa entalada entre a Alemanha e a Bélgica, é toda plana. Além disso e principalmente, tem quase o dobro da população portuguesa metida em menos de metade da área! Portanto, com mais do triplo da densidade populacional, não só é possível como necessário para aproveitar os espaços disponíveis, concentrar os agregados populacionais e, dada a orografia, poderem fazê-lo de forma bem ordenada.


(Three) #27

Agum problema como a região Oeste? Agora vem para aqui insultar regiões ? Depois eu é que sou troll!


(Aónio Eliphis) #28

Onde é que está o problema? Essa região é conhecida como a região saloia sem qualquer cariz pejorativo. Andas muito sensível!


(Three) #29

O cariz pejorativo depende de quem o menciona e é-o claramente da parte dos Lisboetas, afinal excluiram-nos da sua bolha elitista de “cidadãos metropolitanos”!