Contributo da MUBi para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

A MUBi submeteu ontem o seu contributo para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, em consulta pública até 28 Fev., chamando a atenção para a necessidade da transferência modal para os modos activos e transporte colectivo e defendendo um investimento e papel relevante para a bicicleta nas políticas públicas ambientais e de mobilidade.


MUBi (2019), Contributo da MUBi para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050: Da actual dependência da utilização excessiva do automóvel particular a uma aposta efectiva e consequente nos modos activos e sustentáveis:

4 Likes

Bom trabalho! Obrigada por lutarem pela nossa causa!! :blush::bike:

3 Likes

Contributo da FPCUB

Contributo da ZERO

Transportes – Ferrovia deve ter futuro mais relevante

Neste sentido, a ZERO considera que o transporte ferroviário não foi devidamente considerado na descarbonização. Nos últimos anos, o desinvestimento na rede ferroviária nacional, o atraso na eletrificação e a perda de passageiros, sobretudo nos comboios urbanos devido à degradação de serviços, evidenciam que são necessários investimentos essenciais para a redução de emissões deste modo de transporte. Entre os investimentos estratégicos que consideramos mais relevantes, estão as ligações rápidas para passageiros entre Lisboa e Porto e entre Lisboa e Madrid, mas também a modernização da rede contemplando a bitola europeia de forma a garantir a ligação eficaz a Espanha.

1 Like

@Rui agora está isto em consulta pública:

1 Like

Assim, e olhando só para as imagens q partilhaste, penso q podemos sugerir os mesmo indicadores q sugerimos para a ENMA … e outros: kms percorridos em bicicleta, quotas modais …
E como objectivos: quotas modais a pé e em bicicleta, redução de sinistros envolvendo utilizadores vulneráveis (como a ENMA já o propõe)

Acho q vale a pena participarmos, nem q seja com 1/2 página.

Mas agora tb está em consulta pública o PNEC.
Não queres participar nisto, @jmpa?

Parque Nacional de Escotismo da Caparica ???

Escotismo, porque é da AEP.

Escutismo, quando é do CNE.

Irra, que não consegues acertar uma!!!

Tanta mariquice mas quando se trata de passar vermelhos acaba-se a mariquice!

Chama-se rigor.

Não achaste mariquice, falarem dos engenheiros…? Deverias ter mais brio no cargo que exerces…

Não abona nada a favor das restantes engenharias. Se pensarem todos as barbaridades que dizes…

1 Like

Não consigo ajudar neste momento. O tempo que conseguir vai para a secção local.

1 Like

:rofl:

Não tens qualquer autoridade para me julgar!

Nem tu para me julgar :wink:

A quinta, 16/05/2019, 18:16, Three via Fórum da MUBi [email protected] escreveu:

Quem se armou em juiz foste tu e não me conheces de lado nenhum portanto tem cuidado com as acusações gratuitas que fazes. O que não falta são gajos que se intitulam engenheiros sem nunca o serem, mas a carneirada emprenha pelas orelhas.

Ainda não foi revelada a versão final agora aprovada.

1 Like

@Aonio_Lourenco satisfeito?

Os veículos autónomos ou partilhados asseguram quase metade da mobilidade.

Na Holanda mais de 50% em bicicleta. Cá apostamos nos Ubers e Drive Nows.

1 Like

Insistes em algo que nunca disse que seria uma panaceia, mas continuas a insistir

Mais uma vez insisto, prioridades (talvez a MUBi devesse esclarecer):

  1. a pé
  2. bicicleta
  3. transportes públicos
  4. automóvel partilhado
  5. automóvel particular
1 Like

Até posso partilhar o último comunicado que enviámos cá em Aveiro. O problema está em quem não quer ser esclarecido.

2019-07-08 PR Comite das Regioes apoia mobilidade em bicicleta.pdf (171.1 KB)

1 Like