Contributo da MUBi para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050


(Rui Igreja) #1

A MUBi submeteu ontem o seu contributo para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, em consulta pública até 28 Fev., chamando a atenção para a necessidade da transferência modal para os modos activos e transporte colectivo e defendendo um investimento e papel relevante para a bicicleta nas políticas públicas ambientais e de mobilidade.


MUBi (2019), Contributo da MUBi para o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050: Da actual dependência da utilização excessiva do automóvel particular a uma aposta efectiva e consequente nos modos activos e sustentáveis:


(Inês Sarti Pascoal) #2

Bom trabalho! Obrigada por lutarem pela nossa causa!! :blush::bike:


(João Almeida) #3

Contributo da FPCUB


(João Almeida) #4

Contributo da ZERO

Transportes – Ferrovia deve ter futuro mais relevante

Neste sentido, a ZERO considera que o transporte ferroviário não foi devidamente considerado na descarbonização. Nos últimos anos, o desinvestimento na rede ferroviária nacional, o atraso na eletrificação e a perda de passageiros, sobretudo nos comboios urbanos devido à degradação de serviços, evidenciam que são necessários investimentos essenciais para a redução de emissões deste modo de transporte. Entre os investimentos estratégicos que consideramos mais relevantes, estão as ligações rápidas para passageiros entre Lisboa e Porto e entre Lisboa e Madrid, mas também a modernização da rede contemplando a bitola europeia de forma a garantir a ligação eficaz a Espanha.