Estacionamento automóvel no coração da cidade!

aveiro
Etiquetas: #<Tag:0x00007f315e0f1e28>

(João Almeida) #186

E outro deputado do PSD:


(João Almeida) #187

Primeiro inventa-se um problema [falta de estacionamento], depois faz-se a discussão sobre o não-problema ignorando os problemas que de facto existem.

http://www.terranova.pt/noticia/politica/ribau-esteves-reafirma-que-antiga-lota-nao-e-alternativa-falta-de-estacionamento


(Rui Igreja) #188

"Sou a favor da CIRCULAÇÃO AUTOMÓVEL ordenada, mas nunca impeditiva, de mais e melhores soluções de ESTACIONAMENTO, com qualidade, segurança e estrategicamente centralizadas, de preferência, BEM NO CENTRO URBANO."

"desejamos ter o carro próximo da loja ou do mercado, da farmácia ou da clínica, da igreja ou do espaço cultural. Todos os dias vemos carros nas pontes e rotundas, em segunda fila, traços amarelos, locais de carga e descarga.

Qual o automobilista que nunca prevaricou? “É só um bocadinho”, “É muito rápido”, “São só 5 minutos”, são expressões que ouvimos diariamente, fazem parte do QUOTIDIANO DAS PESSOAS, nunca esquecendo a estratégia de ligar os 4 piscas. Diria até que são comportamentos e atitudes INTRÍNSECAS AO SER HUMANO, às exigências diárias de cada um, ao ritmo de vida."

Isto escrito em 2019 por um autarca da Assembleia Municipal de Aveiro, um representante da população e com responsabilidade de decisão.

Deixem-lhe uns comentários:
https://www.facebook.com/paulo.marques.33821189/posts/2271486846217632


(João Almeida) #189

Pior ainda é o presidente da Assembleia Municipal ter posto um like. Tamanha irresponsabilidade.


(Three) #190

Mas está correcto, dado que os automóveis não tem AI, a responsabilidade é totalmente do condutor!


(Rui Igreja) #191

Nem mais, @Three. Tal como no Zimbabué os níveis de educação serem baixos pq as pessoas não querem aprender.


(Three) #192

Por cá também existem sectores da população que não querem aprender. O teu argumento simplesmente não pega!


(João Almeida) #193

(João Almeida) #194

Artigo muito bom.

Na eleição de 2013 (ano importante porque tínhamos cá a troika), nas autarquias mais transparentes, o aumento dos gastos das câmaras foi eleitoralmente penalizado; já nas câmaras menos transparentes, o despesismo foi premiado pelos eleitores. Quando o sistema é opaco, o eleitor deixa-se influenciar facilmente pelos gastos públicos, que, regra geral, são visíveis. (Até porque, noutro trabalho, Francisco Veiga e Linda Veiga já demonstraram que, em anos eleitorais, as autarquias aumentam os gastos em obras públicas com bastante visibilidade.)


(João Almeida) #195

Relacionado com “Aveiro: a cidade 5G”

http://smart-cities.pt/opiniao-entrevista/cidadaos-smart-cities2901


(João Almeida) #196

(João Almeida) #197

Ribau Esteves, o promotor imobiliário.

“Dizem que o presidente agora anda com a febre dos hotéis de cinco estrelas, mas o que isso da febre, quantos hotéis de cinco estrelas a gente precisava ? Vamos ter o primeiro de 40 camas, o segundo de outras tantas, o terceiro de 140. Quantas cidades portugueses têm um cinco estrelas assim com centro de congressos integrado ? Duas, seremos a terceira”, avançou.


(João Almeida) #198

Aveiro 5G, Aveiro Smart City

https://www.anmp.pt/index.php/seccoes-de-municipios/cidades-inteligentes/


(Rui Igreja) #199

Muito “à frente”.
Nada como ter empresas a ditar as visões do território para a mobilidade activa :frowning: Sociedade civil, népias!

Vais, João?


(João Almeida) #200

Devíamos lá ir dizer que aquilo que é de facto importante para a mobilidade na cidade, não está a ser feito.
Temos uma reunião a essa hora.


(Rui Igreja) #201

Ah, quando vi pensei q fosse na segunda. Mas tens razão, é na terça e temos a reunião em Ílhavo. E por isso não dá :frowning:


(João Almeida) #202

Já ouviram falar em cyclewashing? Eu também não, mas o nosso presidente conseguiu inventá-lo.


(Rui Igreja) #203

Não há dúvida q é um artista na lavagem, desde a esfrega até sacudir a água.


(João Almeida) #204

@Rui mas há alguma bus&bici neste momento em Lisboa?
@antoniopedro, @sequeira_pedro_rc, @Nuro_Carvalho, @pmmsanches, @gonperes

Em relação à crítica de não reservar uma pista dedicada para bicicletas na avenida Lourenço Peixinho, mas sim um corredor partilhado com os transportes públicos, o presidente da Câmara sublinha que essa é uma solução que foi implementada, com sucesso, em várias zonas de Lisboa.


(António Pedro Figueiredo) #205

Não há.
Há sim corredor bus partilhados com motociclos.
A asembleia municipal (penso que em 2014) passou a recomendação para que fossem implementados os bus +bici mas nunca foram avante. Internamente há discordância sobre essa matéria e se bicicletas podem partilhar o mesmo espaço que um bus com segurança.