Estado de emergência: exercício físico de bicicleta?

Boa tarde,

Saiu o decreto com a execução do estado de emergência:

Sobre a restrição de deslocações:
2 - Os cidadãos abrangidos pelo número anterior só podem circular em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, para algum dos seguintes propósitos:
(…)
d) Deslocações de curta duração para efeitos de atividade física, sendo proibido o exercício de atividade física coletiva

Podermos dar um passeio de bicicleta, sozinhos pela cidade, em nome do exercício físico?

5 Likes

Até alguém interpretar mal, sim.

4 Likes

O que citaste é do ‘artigo 4º - Dever especial de proteção’ (para maiores de 70 anos e outros casos especiais).

No artigo 5 - Dever geral de recolhimento domiciliário (para a generalidade dos cidadãos), é permitida a mesma coisa:

h) Deslocações de curta duração para efeitos de atividade física, sendo proibido o exercício de atividade física coletiva;

mas também:

i) Em deslocações de curta duração, para efeitos de fruição de momentos ao ar livre;

Curioso como a generalidade dos cidadãos pode sair para “fruição de momentos ao ar livre”, mas os maiores de 70 anos e pessoas doentes tenham que o fazer “para efeitos de atividade física
Bem, isto foi escrito à pressa. E, na verdade, para a maioria das pessoas actividade física no espaço público corresponde a fruição de momentos ao ar livre, e vice-versa.

Mas se levarmos isto à letra, a actividade física não pode ser colectiva, mas a fruição do ar livre já poderá ser.

Mas o importante aqui é “Deslocações de curta duração”. Se bem q isto seja muito subjectivo.

3 Likes

isso é uma subalínea do artigo 5.º, n.º 1, alínea h) Deslocações para acompanhamento de menores.

1 Like

https://www.noticiasaominuto.com/desporto/1439579/ciclista-belga-de-22-anos-agredido-a-pontape-enquanto-treinava

Ciclista belga de 22 anos agredido a pontapé enquanto treinava

Alguns cidadãos belgas, preocupados pela propagação do novo surto de coronavírus, decidem fazer justiça com as próprias mãos com aqueles que preferem não ficar em casa.

© Getty Images

22/03/20 17:22 ‧ HÁ 1 HORA POR NOTÍCIAS AO MINUTO

DESPORTO CICLISMO

A Bélgica ainda é um dos poucos países do Velho Continente que permite que os seus desportistas profissionais saiam de casa para treinar.

E o corredor belga Harm Vanhoucke aproveitou essa brecha para ir treinar, mas acabou por ser agredido, neste sábado, por um condutor.

Como relata o diário L’Équipe, Vanhoucke declarou que um condutor, na casa dos 40 anos, saiu do veículo que conduzia, para agredir com vários golpes o ciclista de 22 anos, chegando até a pontapea-lo.

A mesma publicação dá conta que alguns cidadãos belgas, preocupados pela propagação do novo surto de coronavírus, decidem fazer justiça com as próprias mãos para que assim os desportivas e restantes concidadãos belgas tenham medo de ir praticar exercício físico para o exterior.

1 Like

Estive a pensar nisto, de um ponto de vista de riscos calculados…

Tendo em conta a falta de trânsito e falta de controlo pelas autoridades, o excesso de velocidade (entre outros…furar vermelhos?) deve ser mais frequente pelos condutores de veículos poluentes, aumentando o risco de acidente e, mais importante, aumentando a potencial severidade (por não ser tratado devidamente (devido à sobrelotação e/ou alocação do SNS ao Covid)). Ou arriscar-se a ser agredido como o belga…

Mais vale ficar quieto em casa.