Multas a peões e ciclistas


(Manuel Reis Jorge) #61

Esta representa mais de 3 milhoes de habitantes e produz mais de 70% da riqueza nacional.


(Three) #62

E o resto é lixo? Cidadãos de categoria inferior? Súbditos?

Diria antes que canibaliza 70% da riqueza nacional!


(Rui Fonseca) #63

Os autocarros emitem menos fumo por passageiro transportado do que qualquer carro com motor de combustão.


(José Miguel Ramos Modesto) #64

Ahah o teu carro deve emitir água concerteza…

E vê lá tu, que todavia digas que Lisboa canibaliza o resto do País, ainda querias que canibalizasse um pouco mais alargando a sua área metropolitana (nomeadamente para norte)… Pah, tenta ser um pouco mais congruente.

Quanto à “betada” de Lisboa, não posso falar por eles, mas olha que muitos sentem-se desfavorecidos porque, fazendo as contas, um Km percorrido em transportes públicos por alguém de Lisboa sai muito mais caro do que um Km percorrido por alguém de fora (partindo do princípio que é para Lisboa que se desloca).
Portanto, como podes ver, um País é sempre uma realidade complexa onde cada um tem as suas. Os problemas de Oeiras são muito diferentes dos de Lisboa. Amadora também tem outro tipo de problemas. E a Guarda, ou o Algarve, tem outro tipo de problemas distintos também.
Toda a vida o Estado sempre financiou mais os hospitais e as escolas de Lisboa do que os de Évora. Porque é que com transportes públicos havia de ser diferente? Nem se trata de ser só a região que mais produz e consequentemente mais impostos paga… é também onde está concentrada mais população.


(Three) #65

Não sabes do que falas. Devias informar-te antes de debitares asneiras!

Coitadinhos, têm a Carris, o Metro, o Aeroporto subsidiados por todos os Portugueses, e agora queres contar os Km? Os tarifários fora de Lisboa são pagos ao Km, sabes o que isso significa? Parece que não!

Asneiras do passado não justificam asneiras para o futuro. Combater o isolamento do interior passa pela política de transportes públicos e nunca pela exclusão dos municípios periféricos, mas nas cabeças de esterco dessa gente isso não interessa! Estão-se a criar ilhas isoladas com base em critério idiotas onde os seus habitantes são penalizados se trabalharem foram delas!

E já cá faltava a conversa do costume com o argumento Burguês usual.
Produz mais porque concentra empresas que deviam estar espalhadas pelo país, tem mais população porque as empresas geradoras de emprego são canibalizadas para Lisboa, de tal forma que quando alguma das poucas que abre fora de Lisboa é logo noticia.


(José Miguel Ramos Modesto) #66

Asneiras do passado? Então mas tu querias ter o mesmo número de hospitais em Lisboa e em Évora?? -.- fuck logic…


(Three) #67

Agora fala de hospitais…


(Aónio Eliphis) #68

Boas @jmpa
Não consigo ler o artigo


(João Almeida) #69

É sobre a recente vitória da extrema-direita na Holanda. O que leva os holandeses a votar nesta malta?

https://www.politico.eu/article/mark-rutte-to-lose-senate-majority-after-dutch-local-elections/


(Luís L Belard) #70

Boa noite João A.
Não percebi se a sua pergunta foi dirigida exclusivamente ao Aónio, mas se foi para a geral, aqui vai: o avanço da far-right na Holanda não deve ter sido uma reacção de indignação pela aplicação de “multas a peões e ciclistas”. Tal como não deve ser essa a razão que leva a Dinamarca e a Finlândia a associarem-se ao Salvini. Para não fugir aos objectivos da MUBi e deste site, sugiro que talvez tenham em mente uma estratégia comum na construção de ciclovias, não sei…


(João Almeida) #71

Tem razão, mas enquanto tivermos o @Three neste fórum, fica difícil focar nos temas dos tópicos.


(Aónio Eliphis) #72

Nem me digas nada, os populismos já tinham força aqui com o Wilders, que era islamofóbico, mas este novo tipo não é islamofóbico, é “só” xenófobo. Não é nada bom, e o atentado em Utrecht perto das eleições não ajudou.


(Three) #73

Hás-de me explicar onde é que alguma vez demonstrei ser “xenófobo”?


(José Miguel Ramos Modesto) #74

Ainda não percebeste qual o problema da tua atitude e postura?

Olha aqui vai mais um exemplo. De como interpretas mal as coisas e depois é um passo para as distorceres.

O Aónio está a falar de políticos holandeses…


(Luís L Belard) #75

Boa noite,
Para complementar o comentário que aqui deixei há duas semanas (acerca de mais de 1 milhão de infracções sancionadas a condutores de veículos motorizados e quase 50 000 a quem foram retirados pontos na carta de condução em 2018), acabei de ler que “_…em 31 de Dezembro de 2017, havia nas prisões portuguesas 1148 pessoas a cumprir pena por crimes rodoviários.
Com 10,1% da população prisional condenada por estes crimes - que não incluem homicídio por negligência ou ofensas à integridade física relacionados com acidente de viação - Portugal só fica, na Europa, atrás da Bulgária (15,5%) e da Islândia (16,7%), empatando com a Letónia”.


(Aónio Eliphis) #76

Onde é que eu disse que eras xenófobo? Estava a falar do Wilders e do novo partido da Holanda xenófobo que ganhou as eleições regionais.