O plano semi-escondido da Câmara para tornar Lisboa ciclável até 2020

lisboa
Etiquetas: #<Tag:0x00007f315e9f34e0>

(Andre Lopes) #1

Ora parece-me bem. Pelo menos o artigo dá uma visibilidade do que vai ser feito, do que está decidido, o que não está, datas etc.

Temos de lembrar que este plano é ambicioso. :slight_smile: inputs?

https://shifter.pt/2018/01/rede-ciclavel-lisboa/


(Pedro Nóbrega Da Costa) #2

esse “plano” (ja estava a ser discutido noutro topico qualquer) claramente foi feito em cima do joelho sem ponta por onde se pegue.

senao veja-se:

1 - largo leao (e todas as ruas em redor) que foram refeitas de raiz há poucos meses estão no mapa com ciclovias segregadas.

2 - alameda de linhas de torres idem aspas.

3 -rua padre américo que supostamente estão no “uma praca em cada bairro” nao tem ciclovia no projeto oficial
tambem o projeto estava agendado para 2017, no mapa está 2020

4- avenida de roma tem obras tambem agendadas para 2017 (lol) pelo uma praça em cada bairro, no mapa diz 2020.

5- cais do sodré foi refeito ha meses, aparece no mapa com nova ciclovia

etc.

o mapa parece um rascunho de alguem que traçou linhas ao calhas no café , nao é um plano serio para o mandato

certamente as ciclovias que fizerem estão ai… mas é dificil arranjar uma rua que nao esteja


(Andre Lopes) #3

obg pedro,

Não olhei detalhes porque não os conheço todos assim tão pormenorizado. O que vejo não são datas vide “Até 2020” claro é um termo subjectivo, porque o plano não o tomo por definitivo terá sempre muitos detalhes.

uma coisa estou certo o plano é de facto ambicioso, é imperfeito, de data para estar “pronto”, mas isso apenas é uma meta de uma etapa quiçá de várias.


(Pedro Nóbrega Da Costa) #4

as datas é o menos
é pior quando o mapa nao bate certo com os projetos que estao publicados (E alguns já feitos) do uma praça em cada bairro… é ai que tira a credibilidade À coisa


(Andre Lopes) #5

pelo que estive a ver o mapa está praticamente como está o do site da lisboa ciclável. Genericamente o que aparece a tracejado é o que está proposto ou previsto, onde diz hierarquia complementar não é via segregada, pelo que percebi é só o que está projectado, sugerido ou em construção.

Esse troço do largo do leão até dá jeito para apanhar a futura via na eixo Al Reis


(Pedro Nóbrega Da Costa) #6

pelo mapa, essa estrada que dizes o largo do leao terá “pista ciclavel unidirecional”

visto que as zonas 30 com as setinhas de bicicletas sao marcadas no mapa com “zona 30 + bici”, entao “pista ciclavel unidirecional” será algo semelhante ao que foi feito na fontes pereira de melo, ciclovia segrada com 1 sentido.

visto que essa praça foi toda reconstruida ha 3 meses atrás, sem ciclovias e nem espaço para elas, é estranho agora vir um mapa dizer que vao fazer ciclovias segregadas,numa praças acabada de renovar.

o mesmo na zona do cais do sodré, etc, portanto ou estas ciclovias nao serao feitas, ou serão apenas “zona 30 + bici” (Que nao é mau, mas vai contra o que diz o mapa) ou alguem na CML nao bate bem, para andarem a fazer praças novas com planos de as refazerem daqui a pouco tempo.


(Mário Rui André) #7

A CML actualizou o mapa, removendo as datas, depois da nossa notícia. Ainda não consegui perceber, mas aconteceu na sexta-feira passada. Relativamente ao Cais do Sodré, a parte intervencionada tem ciclovia. O que está em causa é ligar essa ciclovia à Ribeira das Naus e prologá-la depois de Santos para Alcântara.


(Pedro Nóbrega Da Costa) #8

a zona entre o cais do sodre e a ribeira de naus, que no mapa aparece como futura ciclovia bidirecional , tambem foi intervencionada, e nenhuma ciclovia foi criada… a nao ser que a ideia deles seja ir partir uma estrada acabada de fazer :slight_smile:

tambem o terreiro do paço nao tem ciclovia junto ao rio, nem tem espaço para ter no sitio que aparece no mapa uma bidirecional… no entanto está lá marcada :stuck_out_tongue:

é fixe parecer que a CML tem um plano para o futuro e que nao anda a fazer ciclovias ao sabor do vento como ao inicio parecia, mas depois apresentam isto e tambem perde a credibilidade toda de tao exagerado que é. .até a colina do castelo tem ciclovia

preferia ver só um mapa com o objetivo realista até ao fim do mandato (4 anos), que este que é “ate 2020”(2 anos) mas que se sabe que nem 50% será feito

problema é que em portugal ja é tao comum dizer que vao fazer coisas que depois nao fazem que ja ninguem acha estranho