Governo tira incentivo às motas para dar a carros elétricos

Se é que interpretei bem, o dinheiro que sobra para incentivos à compra de motas e bicicletas eléctricas vai ser atribuído para carros eléctricos…

Só sobrou o das motas, não das bicicletas. Eu também acho que o dinheiro devia ser distribuído proporcionalmente, e nem sequer por exemplo para mais 50 carros e 50 bicicletas, mas metade-metade, o que daria qualquer coisa como mais 10 carros e 100 bicicletas, mas o critério deve ser a ordem de entrada dos pedidos — e os apoios aos carros esgotaram vários meses antes dos apoios às bicicletas.

2 Likes

Parece evidente que a substituição de um automóvel a combustível por um eléctrico se traduz numa redução de emissões mais substancial do que a substituição de uma moto.

O critério não sei se corresponde directamente à ordem de entrada. É a ordem das candidaturas em lista de espera:

6.6 - Caso, findo o prazo de 30 de novembro de 2019, não tenha
sido atribuído o número máximo de unidades de incentivo a alguma
das categorias de veículos descritas em 1, e havendo lista de espera de
candidaturas em outra categoria, o valor não atribuído à(s) primeira(s)
categoria(s) será atribuído, por ordem, às candidaturas elegíveis que
estejam em lista de espera nas outras categorias, até esgotamento desse
valor.

– Regulamento de atribuição do incentivo pela introdução no consumo de veículos de baixas emissões - 2019
https://dre.pt/application/conteudo/120525559

Mas olhando para a info no site do Fundo Ambiental:
https://www.fundoambiental.pt/avisos-2019/descarbonizacao/incentivo-pela-introducao-no-consumo-de-veiculos-de-baixas-emissoes-2019.aspx
vemos que:

  • ainda só houve 998 candidaturas de bicicletas aceites (faltam 2 para as 1000), mas há 96 por validar
  • o montante atribuído a automóveis já ultrapassou (ligeiramente) o limite de 2.65 M€. Porquê? Terá já vindo das motos?

O q a MUBi defendeu foi que:
no caso de uma das tipologias não esgotar o número máximo de unidades de incentivo, o valor não atribuído a essa tipologia deva ser distribuído pelas restantes em unidades de incentivo proporcionais ao limite máximo da cada uma delas.
e:
o número de bicicletas eléctricas abrangidas por este programa deve ser equivalente ao dobro do limite máximo de unidades para automóveis.
https://mubi.pt/2019/01/21/incentivo-a-aquisicao-de-bicicletas-electricas-no-oe2019/

2 Likes