Capacete e ciclista urbano: usar ou não usar?


(Joao Santos) #555

Não tem resultado estatístico mas prova que existem indivíduos a quem o capacete de pouco serve (não devo estar isolado numa ponta da gaussiana) e assim, a obrigatoriedade universal não faz sentido.

Atenção que eu até dou de barato que os capacetes possam ser obrigatórios em crianças ou em contexto desportivo. Agora para as deslocações do dia a dia, é completamente bacoca a ideia. Já para não falar que apenas é obrigatório em 2 ou 3 países no mundo inteiro (o terceiro mundo ciclista).


(Alexandre Climber) #556

Mas o three que não anda de bicicleta é que sabe…


(Three) #557

Tens dados para isso ?

A obrigatoriedade faz sentido mesmo que permita apenas salvar 1 vida. Da mesma forma que levas vacinas de doenças a que muito provavelmente nunca serás exposto!

É a tua opinião

Sabes lá tu como é que eu ando !


(Alexandre Climber) #558

" agp10701:

Mas o three que não anda de bicicleta é que sabe…

Sabes lá tu como é que eu ando !"

Eu sei pela tua fonte mais segura, o que dizes. Agora se tu próprio desconfias do que tu dizes…

Já entramos no campo da psiquiatria, ou do foro da doença mental… :wink:


(Joao Santos) #559

Legisle-se para os peões e para os automobilistas usarem o capacete! Decerto muitas vidas serão salvas, e não apenas uma! Principalmente peões acima dos 75 anos! Como é possível deixá-los andar sem capacete na rua? És “engarçado”, Three! :slight_smile:

E que é obrigatório em apenas 2 ou 3 países, não é uma opinião. São factos constatáveis!


(Three) #560

E apenas para eles, porque para os ciclistas não podem existir leis!

Opinião é chamares “terceiro mundo” aos países que legislaram o uso de capacete


(Joao Santos) #561

Podem, existem e eu cumpro-as. Mas já chegamos ao patamar de começar a desconversar…


(Three) #562

Podes cumprir mas as amostras que vejo não as cumprem.

Não obedecem às regras de prioridade, não param nos semáforos vermelhos, atravessam passadeiras montados, circulam de noite sem luzes nem reflectores e em contra mão, ultrapassam pela direita filas de trânsito em marcha lenta. Depois querem excepções para todas estas situações que tornam a circulação de um automobilista um pesadelo.

Se a forma caótica de circulação adoptada pelos ciclistas em geral é “desconversar” então já percebi que não existe nada para “conversar”!


(PG) #563

É mesmo a legislação (que o João Santos já postou).

Tantos caracteres gastas nestes tópicos, e não clicas no único link que importa:

Sim, já sei que para ti a Wikipedia é um dicionáriozeco, o problema é que está tudo fundamentado nas notas de rodapé. Temos pena. É a tua opinião.


(Pedro Sequeira) #564

o titulo que aparece no link do João parece mostrar o contrário, mas na verdade é a mostrar que um estudo com aquele nome não é válido por inúmeros motivos

portanto nada de novo aqui, não vale a pena irmos todos para os argumentos já já mencionámos dezenas de vezes (:


(José Miguel Ramos Modesto) #565

Há muitos estudos que demonstram empiricamente que são mais as vidas que se perdem, que as que se salvam, com uma lei que obrigue ao uso de um capacete. Aliás foi precisamente esse conhecimento que fez a Ordem dos Médicos do Reino Unido mudar de posição quanto ao tema ainda na década passada…