Nova ciclovia em construção em Telheiras


(Mário Rui André) #1

Há alguns anos, alguém achou que era boa ideia atravessar uma zona residencial com uma avenida com três faixas de cada lado. Essa avenida, a Avenida das Nações Unidas, em Lisboa, está agora a ser reconvertida numa artéria com um total de quatro faixas e uma ciclovia. Está, assim, a nascer uma nova ciclovia em Telheiras que irá ligar com a da Avenida Cidade de Praga de um lado e com a que já existe em Telheiras do outro. A rotunda das cenas vermelhas também terá ciclovia e as suas 5 faixas serão reconvertidas em 2 também.

Deixo aqui uma foto da intervenção à data desta segunda-feira, 28 de Janeiro. Se tudo correr como previsto, a nova ciclovia estará pronta dentro de quatro semanas.

Deixo também foto do folheto com informação da CML:


(Cláudio Coelho) #3

Muito bom!
Esperemos mais obras noutros locais.


(João Almeida) #4

Sobre a nova ciclovia
(Mário Rui André) #5

Eu sei, essa é a linguagem do código e não é fácil habituarmo-nos a ela; mas acho que toda a gente compreende a linguagem comum!


(Three) #6

Pura cosmética eleitoralista. Se suprimissem duas faixas para colocar um TRAM ainda seria lógico, agora isto é mesmo gozar com a pessoas!


(Cláudio Coelho) #7

Não me parece ser essa a jogada uma vez que retirar faixas aos automóveis é uma medida impopular.
Naquela Avenida, colocar um TRAM, tenho as minhas duvidas mas sou a favor da criação de mais e melhores infraestruturas para os transportes públicos.


(José Miguel Ramos Modesto) #8

Ainda ficam 4 faixas livres! Em 2 delas podia-se pôr esse tal TRAM!


(Three) #9

Comentário típico , por isso é que não existem TRAMs em quase lado nenhum! Quais infraestruras de TPs? Esse discurso formatado cai sempre no vazio e acaba por se materializar num autocarro usado importado da Alemanha a percorrer vias cheias de buracos tornando o serviço literalmente uma m*rda!


(Gonçalo Peres) #10

Não, porque o Three só se lembra de exigir TRAMs em artérias onde estejam a planear ciclovias, só para lhe parecer bem dizer mal de infraestrutura que promova o uso da bicicleta.
Antes, quando eram 3 ou 4 vias para carros em cada sentido, sem sequer uma faixa BUS, estava tudo bem para o troll, lol.

Têm de fazer como na Av Infante D. Henrique, passaram de 3 vias num sentido, para 2, sendo uma delas BUS + Motociclos e uma ciclovia (bidirecional e cheia de erros, mas melhor que nada)


(Three) #11

Esta mensagem foi sinalizada pela comunidade e está temporariamente oculta.


(Cláudio Coelho) #12

Faixas de BUS seriam mais fáceis de colocar e os custos seriam, creio, mais baixos. Além do mais já existem autocarros eléctricos. Não vejo a necessidade de colocar TRAMs mas se me quiser explicar o beneficio dos TRAMs sobre todos os outros TPs tenho todo o gosto em ler.


(Three) #13

Ainda está por demonstrar a fiabilidade e custo efectivo desses autocarros eléctricos.

Em relação ao TRAM,

  • Possuem ( ou devem possuir) via dedicada o que os torna imunes aos congestionamentos de trânsito, algo que aliás deveria ser usado como o melhor argumento.
  • Conforto para os passageiros. Viajar de autocarro por estradas de Lisboa esburacadas é um autêntico carrossel.
  • Capacidade de transporte muitíssimo superior a qualquer autocarro e facilmente escalável pela adição de mais carruagens.
  • Tracção eléctrica e sem necessidade transportar baterias como os autocarros “eléctricos”
  • Imunidade às condições atmosféricas como perda de tracção no pavimento
  • Maior segurança para os passageiros tendo em conta que um TRAM pode ser 100 % automatizado e portanto ficar independente de erros humanos do condutor.

(Cláudio Coelho) #14

A questão é: Compensam o investimento?
Na minha opinião, não! Apesar dessas mais valias, são caríssimos e ocupam imenso espaço! Além da obra ser igualmente cara (teríamos que electrificar todas as vias e colocar carris para eles andarem). Outra questão que para mim é importante é o aspecto visual das ruas que ficariam cheias de postes para electrificar os TRAM´s. Acho que a solução da faixa BUS seria a mais simples e económica.

Já agora ficam mais umas fotos das obras:

Fonte das fotos: Twitter http://twitter.com/tartofs/status/1090217434424975360?s=20


(PG) #15

Explica-me lá isso, então se as eleições são livres, como é que é “apenas” cosmética se cada um tem (e teve o direito de votar(ou não) nos candidatos que defendem este projecto (e esta ideologia)?

Mais caricato ainda é dizeres isso quando o mandato actual nem sequer vai a meio (2017-2021).

Estás-te a contradizer sem saber.

PS: Sim, vais-me criticar ou mandar uma das tuas célebres piadas neste fórum.


(Mário Rui André) #16

Qual o link?


(Three) #17

Ainda acreditas no pai natal ?

Legislativas vêm a caminho

Claro que sim

Completamente falso, duas linhas de TRAMS ocupam menos que duas faixas de rodovia. Já viste o preço de um autocarro eléctrico ?

Ui que escândalo, os postes ficam muito mal. Se calhar deviam ser criados por um estilista qualquer para ficar bem …bah

A solução estercosa, acéfala e imbecil do costume!


(PG) #18

Não vires os papéis: alguém super-desconstrutivo a trollar noite sim noite sim, sobre mobilidade, num fórum de mobilidade é que acredita no Pai Natal - porque acha que é com isso que vai mudar alguma coisa nas ruas, quando para isso estão lá pessoas votadas (ou não) por toda a gente deste fórum e deste País (e não estou a defender nenhum partido em particular, falo no geral, da Assembleia representativa(neste caso, AML).

Do not feed the trolls dizem, mas isto é como no Zoo, em criança sempre gostei de dar amendoins aos macacos mesmo sendo “proíbido”…

Mas deixa lá, diverte-te se é para isso que cá vens :raising_hand_man:


(Cláudio Coelho) #19

Olá @Three!
Acredito que consegue fazer um comentário melhor que este. Este é só infantil.
Sim o aspecto das cidades é importante e deve ser tido em conta apesar de não ser o factor decisivo.

Ocupam mesmo? É que tem que se lembrar de toda a envolvente (electrificação) para o TRAM funcionar, além do próprio TRAM que deve ocupar mais espaço que um autocarro.

E o que vão dizer as pessoas da periferia a mais um investimento tão elevado na capital?

É a sua opinião e tem todo o direito de a dar.
Um TRAM, naquela avenida, é apenas uma solução mentecapta.


(Three) #20

Não é elevado se compares com o custo do metro por exemplo. Mas se o serviço permitir que parte do percurso das pessoas da periferia seja feito de TRAM sem atrasos no trânsito, será sempre aceite

Mentecapto é suprimir duas faixas numa avenida para colocar faixas BUS onde apenas passa 1 autocarro por hora!


(Cláudio Coelho) #21

Então e o TRAM vai ter uma linha partilhada com os automoveis?